O informativo de contas externas apresenta uma análise das principais rubricas do balanço de pagamentos do Brasil divulgadas na nota para a imprensa do Banco Central do Brasil.

22-12-2020

Contas externas – Novembro/2020

As contas externas brasileiras até novembro de 2020 demonstram o enfraquecimento da economia brasileira.

         Resultados importantes:

– Saldo de balança comercial de jan-nov/2020 superior ao mesmo período de 2019;

– Saldo da corrente de comércio de jan-nov/2019 superior ao mesmo período de 2020;

– Desvalorização do Real frente ao dólar de 28% entre nov/2019 e nov/2020; e

– Forte redução do IDP em 2020 em comparação a mesmo período de 2019;

– Queda de US$ 16 bilhões de capital estrangeiro no país no período;

A balança comercial brasileira fechou, no acumulado do ano, com um saldo superior ao mesmo período de 2019 (figura 1).

 

Figura 1. Saldo da balança comercial jan-nov – US$ bilhões

O saldo maior em 2020 é resultado da forte desvalorização do Real frente ao dólar norte americano.

No entanto, esse maior saldo é acompanhado de uma piora na corrente de comércio (exportação + importação) (figura 2).

            Portanto, o saldo maior da balança comercial no período jan-nov/2020 (crescimento de 9,51% em relação ao mesmo período de 2019) é acompanhado por um menor valor na corrente de comércio (decrescimento de 10,3% em relação ao mesmo período de 2019).

Figura 2. Corrente de comércio (exportação + importação) – US$ bilhões

O câmbio explica parte do comportamento do saldo da balança comercial e da corrente de comércio.

Figura 3. Evolução da taxa de câmbio (R$/US$)

A evolução do câmbio foi ascendente nesse período (figura 3). Na verdade, entre novembro/2019 e novembro/2020 o Real se desvalorizou em 28%.

O efeito da pandemia é mais evidente no investimento direto no país (IDP) (figura 4)

 

Figura 4. Investimento direto no país jan-nov – US$ bilhões

No acumulado de jan-nov/2019 o volume de IDP foi de US$ 66 bilhões, ao passo que no mesmo período de 2020 o volume de IDP foi de US$ 33 bilhões.

            O IDP é formado por dois componentes: participação no capital e operações intercompanhia. O primeiro componente representa o ingresso de capital produtivo, ao passo que as operações se referem as remessas de capital entre a(s) filiais e a matriz.

 

Figura 5. Participação no capital versus operações intercompanhia jan-nov – US$ bilhões

Como se pode verificar, houve uma redução drástica no componente de participação no capital, saindo de US$ 67 bilhões em jan-nov/2019 para US$ 27 bilhões no mesmo período de 2020.

         O inverso aconteceu com as operações intercompanhia. No período de 2019, esse valor foi igual a zero, enquanto que em 2020 esse valor foi de US$ 7 bilhões.

 

Tabela 1. Participação no capital

US$ bilhões

 

 2 019

 2 020

 

Nov

Jan-nov

Nov

Jan-nov

Participação no capital – total

  7

  67

  1

  27

Participação no capital, exceto reinvestimento de lucros

  4

  39

  1

  22

     Ingressos no país

  4

  44

  2

  26

     Regressos ao exterior

  1

  5

  1

  4

Participação no capital – reinvestimento de lucros no Brasil

  4

  28

–  0

  5

Fonte: Bacen

         Como se pode verificar pela tabela 1, o ingresso de capital no pais que não diz respeito a reinvestimentos caiu de US$ 44 bilhões para US$ 26 bilhões na comparação entre jan-nov de 2019 e 2020.

         Esse resultado mostra que o capital novo produtivo caiu US$ 18 bilhões na comparação entre períodos.

 

Tabela 2. Empréstimos intercompanhia

  

US$ bilhões

 

 2 019

 2 020

 

Nov

Jan-nov

Nov

Jan-nov

      Créditos recebidos do exterior

  5

  62

  4

  73

            Matriz no exterior e filial no      Brasil

  1

  21

  1

  20

            Filial no exterior e matriz no Brasil (investimento reverso)

  3

  26

  3

  32

            Empresas irmãs

  1

  15

  1

  21

Fonte: Bacen

            Com relação aos empréstimos intercompanhia, vale mencionar o aumento de créditos recebidos das filiais no exterior para a matriz no Brasil. Esse ingresso representa um diferencial de US$ 6 bilhões. A pandemia explica esse movimento.

 

FALE CONOSCO

(61) 3034-2732 / 3032-2733
[email protected]

ONDE ESTAMOS

SHS Quadra 6, Conjunto A, Torre C, Sala nº. 1120, Business Office Tower – Brasil 21, Asa Sul, Brasília-DF, CEP: 70.322-915